sexta-feira, maio 25, 2007

Creio

Ó Véspera do Prodígio! – IV

Creio nos anjos que andam pelo mundo,
Creio na Deusa com olhos de diamantes,
Creio em amores lunares com piano ao fundo,
Creio nas lendas, nas fadas, nos atlantes,

Creio num engenho que falta mais fecundo
De harmonizar as partes dissonantes,
Creio que tudo é eterno num segundo,
Creio num céu futuro que houve dantes,

Creio nos deuses de um astral mais puro,
Na flor humilde que se encosta ao muro,
Creio na carne que enfeitiça o além,

Creio no incrível, nas coisas assombrosas,
Na ocupação do mundo pelas rosas,
Creio que o Amor tem asas de ouro. Ámen.

Natália Correia in: "Poesia Completa"

4 comentários:

Maria 80 disse...

Creio..."na ocupação do mundo pelas rosas"
embora as rosas tenham espinhos, a sua beleza e perfume escondem o que de feio o mundo tem. bjs

simaocireneu disse...

Joana, caríssima, para ser sincero não creio em nada do que a poetisa disse, mas creio enormemente no talento dela. Quem é essa mulé? Soneto mais lindo, sô! Delícia de leitura!
Amplexos mil!

Segredos da Esfinge disse...

Joana,
Eu creio em tudo desde que haja "Amor" e nele eu creio.
Bjos

Joana disse...

Muito bem dito avó Tété, é isso mesmo! :) Conclusão muito sábia. Bjs

Caro simão, penso que este site que aqui ponho é sobre a autora do poema. Mas não tenho a certeza, confesso que não sou muito culta nesse campo, conheci o poema porque é cantado por uma fadista que aprecio.
Cumprimentos
http://pt.wikipedia.org/wiki/Nat%C3%A1lia_correia

Concordo segredos, tb creio no amor, porque ele tem muita força.
Bjs